"Nem Sempre o que Pensamos é o que Vivemos... E na Maioria das Vezes o que Vivemos é o que Jamais Pensamos..."
Fulvio Ribeiro

Acho que foi Amor...

Author: Fulvio Ribeiro /






O que será mais doloroso,

Não notar um grande amor,

Ou perceber que ele existiu,

Depois que se tornou impossível...???




Por: Fulvio Ribeiro

Imagem: Google

24 comentários:

Regina Laura disse...

As duas situações são muito difíceis, Fulvio.
Sua reflexão inicial, ao menos para mim, responde: "Nem Sempre o que Pensamos é o que Vivemos... E na Maioria das Vezes o que Vivemos é o que Jamais Pensamos."
Acho que a questão é pensar menos e viver mais.
Talvez assim o instante mágico não se perca...
Beijo grande :)

Elaine Barnes disse...

Bem se fosse um grande amor mesmo, não passaria desapercebido. Não dar valor ao que tem e só depois de perder começar a valorizar deve doer bastante,pois ao tornar-se impossível, pode nos acomodar no vitimismo e ficarmos vivendo do que foi ou poderia ter sido.
Confuso né?! rs... Kontão de bjs e abraços

Rúbia disse...

Parabens pelo blog! ADOREIII!!!!! tenha uma linda semana... beijos

Rosane Marega disse...

Acredito que a dor venha dos dois lados e nem da para saber qual dói mais...mas, dói.
Beijossssssss e saiba que é impossivel entrar aqui e não gostar, é tudo muito sensivel, muito lindo, Parabéns!

Blog da Lully disse...

Já temos algo em comum, o time. rsrs
Agradeço pelo seu carinho, tbm gostei muito do seu blog, aliás, estou nele agora, parabéns pelo conteúdo.
Pode voltar no meu cantinho qdo quiser tbm, dicas e sugestões serão sempre bem vindos.
Fique com Deus amigo.
Bjs no coração.

Eraldo Paulino disse...

Só a perda mede o tamanho do erro, as vezes. E perder o amor que se provou ou que se sentiu o cheiro é ruim de mais.

Lindo teu espaço, véio.

Abraços!

* verinha * disse...

Realmente creio que as duas opções sempre serão muito dolorosas.. No amor não deveria nunca existir contratempos.. isso seria o ideal.. porém, nem sempre é assim!
Parabéns por este encantador cantinho!

Um beijinho em seu coração..
*verinha*

Milene Lima disse...

Eita, lelê! As duas são bem difíceis... Mas quem sabe a segunda opção não é tão impossível assim?

Tem que seguir acreditando...

Beijos.

Dayse Sene disse...

Que pergunta difícil!
Sei que as duas situações, são ruins.Mas quem sabe a primeira venha doer menos... pois " não notar um grande amor" , pelo menos a pessoa não saberá que "ele"foi um grande amor...mas perceber que ele existiu, depois que se tornou impossível" dá para perder o juízo.
Mas as duas situações, são ruins...por que aí, se deixa de viver grandes momentos.
Um lindo dia para você meu querido.
Abraços.

Fatima disse...

Que alegria receber sua visita!
Bjs.

Mari Amorim disse...

O amor nunca passa despercebido,ele é feito de gentura,de compartilhar alegrias e tristezas,amores não são impossíveis,eles tornam-se inatingíveis na medida que não regamos diariamente com a reciprocidade do querer.Pois somos 100% feito de escolhas.
Aff.me empolguei.rs!Bela reflexão!
Sucesso,nessa nova fase de vida que se aproxima,Fulvio,que esse trio seja coberto de união e paz!Vocês poderam sempre contar com minha sincera amizade.
Boas energias,
Mari

Cristina Lira disse...

Creio que é mais dificil perceber que ele existiu, mesmo depois que se tornou impossivel...notar que podia ter vivido um grande amor depois que já partiu massacra mais o coração...
Bjos no coração e otima semana pra ti Fulvio!

heli disse...

Fulvio.
Que lindo o seu blog.
Pois é, temos que aceitar que nossa vida é feita de escolhas e nessas escolhas nem sempre estão os nossos pensamemtos...

Pensar, sonhar, viver, amar, isso tudo se completa no nosso viver se acreditarmos que "nossa vida" é o que temos como melhor tesouro.
Gostei muito da tua reflexão.
boa semana, com muita paz.
heli

Keyla Carvalho disse...

É raríssimo não notar "um grande amor", e assim, creio que é percebível. Mas, no tocante do que mais é doloroso, o mais é ser impossível.

Lindo demais, sua postagem... São sites assim, que não deixo de divulgar.

Sua seguidora e leitora...

Rebecca (Flor) disse...

Te deixei um selinho lá no meu blog, dá uma passada lá pra pegar.

bjus

Marinha disse...

Não viver um grande amor é uma dor que consome pela ausência de quem já esteve presente.
Bjo e sorrisos pra ti, querido poeta.

Cristina Lira disse...

Olá Fulvio
Tem presente pra vc lá no meu blog!
Bjos.

Tétis disse...

Olá Fulvio

Duas situações que dão que pensar!...

Uma bela reflexão em forma de poema.

Parabéns!...

É sempre um prazer passar por aqui.

Beijinhos

Insana disse...

Perceber que ele existiu,
Depois que se tornou impossível...???

É normal sentir falta dar o valor quando não se tem mais.

bjs
Insana

CARLINHA disse...

olá meu querido amigo....andei meio sumida né ..rsrs...mas voltei desculpe pelo sumiço ...lindo texto gostei !!! é realmente uma pergunta difícil viu mas acho que só pode responder quem ja passou por isso ,na minha opinião acho que perceber que ele nunca existiu e se torno impossível é bem pior pois ai vc tem certeza que nunca mas tera outra chance... ,mas infelizmente tem pessoas que são assim são dão valor quando percebem que perderam que infelizmente não tem mas volta, ai sim vão ver que estavam diante de um grande amor e que ele se tornou impossível e que não se derem conta talvez por orgulho ou qualquer outra coisa mas infelizmente ja é tarde de mas ... Bjssss fica com Deus....

Rosane Marega disse...

Fulvio, que musica linda que você escolheu para enfeitar o seu blog, Adoro ela!
Beijosssssss

Marina Fligueira disse...

Hola Fulvio? Sobre la reflexión que haces en tu entrada, si será más doloroso, el no sentir un gran amor... o percibir que existió,
cuando se torna imposible? Pienso que las dos cosas son tristes... Pero cuando una puerta se cierra, siempre habrá otra que se abre. Por lo tanto mirar adelante sin volver la cabeza, sin pensar en aquello que bien pudo ha sido... pero que se quedo en la nada. El pasado cerrarlo con un portazo. Gracias por compartir tus sentimientos.
Sólo decirte que excelente todo tu blog. Un abrazo. Se feliz. Chauuuuu Marina.

claudete disse...

Olá meu querido é sempre bom refletir sobre o que postas...creio qe o amor, na sua essência, jamais passará sem se fazer notar, posto que reveste-se sempre de sinais especiais...entretanto é possível que o alvo esteja por alguma razão fora de foco, não receptivo e...como o vento que sopra forte tende a ser ameno ou devastador o amor doado fica nas intenções.Buscar este amor nos fará reencontrá-lo...não creio que se anule para sempre. Beijos.

namorar pela net pode dar certo. disse...

oi amado, passando pra uma visitinha, e tbm pq vim aqui é tudo de bom, seu blog é lindo, poesias maravilhosas, adoro essa frase o luter king, imagem bonita, blz mesmo. um dia eu chego lar. ah!!bom carnaval, divirta-se, cuidado pra não esquecer a camisnha rssssssbrincadeira. tudo de bom .bjs

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails