Versos & Reflexões...

"Nem Sempre o que Pensamos é o que Vivemos... E na Maioria das Vezes o que Vivemos é o que Jamais Pensamos..."
Fulvio Ribeiro


Insônia...

Author: Fulvio Ribeiro /






         
Ela dormia tranquila quando a saudade chegou,
Olhando o baú, decidiu despertar...
Estava ali tudo que ela alcançou,
Só o amor, não pôde encontrar...


Nas mãos, as inocências antigas,
O coração Carregado do não ser...
A dor disse algumas palavras,
Que o orgulho não a deixou entender...



Por: Fulvio Ribeiro

Mortal

Author: Fulvio Ribeiro /





O cheiro da flor que eu não senti
Lembra-me o bosque que nunca fui
Forte e quente é o abraço que não me destes
Debaixo desse lindo céu estrelado que nunca vi

É linda a cor desconhecida dos teus olhos
Suave aos meus ouvidos, a tua voz nunca ouvida.
Meu não saber em ti é certo!
E você a certeza antes de tudo...

Como explicar a saudade,
De um lugar que eu nunca estive...?
Será um mero abraço da loucura,
Ou lucidez a me sorrir...?

  

Por: Fulvio Ribeiro
Imagem: Sevim Yilmaz Art

Você é...

Author: Fulvio Ribeiro /






Se eu olho o céu, só penso em você...
Quando escuto o mar, é sua voz a sorrir...
A verdade que existe, mora em seus olhos
E a beleza da vida, no seu existir...


Se minha vida escurece,
Você é o luar...
 Se me levam de ti
Posso enfim te encontrar...


A mentira real me fez enxergar
Você é tudo, em todo lugar.
Na mente dos bons, eu parti de você
Mas, distante de ti quem pode viver...?



Por: Fulvio Ribeiro
Imagem: Sevim Ylmaz Art

Além do óbvio

Author: Fulvio Ribeiro /



A duvida me tirou a ilusão
Porém me deu esperança
Na insônia do que me foi prisão
Resgato o olhar de criança
                  
Um olhar, que em tudo te vê
E não faz questão de julgar
Pois em malícia, criança não crê
E mestre é na arte de amar

Então, me abraça a bondade
Mostrando-me a soluçar
O que importa de Verdade...


Por: Fulvio Ribeiro
Imagem: Color your life

Poeta

Author: Fulvio Ribeiro /




No mar da poesia
Somos rochas submersas
Onde a tristeza abraça a alegria
Unindo almas dispersas...

Almas que ressuscitam sem morrer
Abraçando o amor de forma sutil
Transformando em versos um querer
Iluminando o mundo sombrio...

E o poeta que afundou nesse mar
Não difere realidade e ilusão,
Sonha esse oceano deixar...

Percebe que esse sonho é vão
Morto viverá nesse mar
Submisso ao seu coração...


Por: Fulvio Ribeiro
Imagem: Sevim Yilmaz Art







Solus Christus


O lábaro que beija feliz a minha pele
Traz em si, o doce sonho de um amor real
Ainda que alguns o talhem com o mal
Minh’alma contente falara dele...

Eis a ilusão que me esclarece a lida
O travestir do dano que era certo
Nascente de riacho no deserto
O regressar daquela já esquecida...

É...! O amor venceu novamente
Digo eu, será isto eternamente,
A morte tentando matar a vida...

Nesta batalha indisputada de vencedor certo
Que de mim Tu permaneças perto
Pr’a que não sinta minha alma perdida...




Por: Fulvio ribeiro.
Imagem: Arquivo pessoal

Só...

Author: Fulvio Ribeiro /





Na solidão dessa noite escura
Minha alma insone grita teu nome
A lua escuta e sorri ao longe.
Porem, de mim esconde seu brilho

Onde esta você... ?
Onde lhe perdi?
Será que esta tão escondida em mim,
Que te achar, já não consigo...?

Por que um momento é tudo que queremos,
E tudo que deixamos passar...?
E o que é um momento,
Ele existe em nosso mundo...?

E nosso momento,
Ele cabe nesse mundo...?
Ouvindo isso, a lua me sorri novamente.
Que bom, ao menos ela entendeu...


Por: Fulvio Ribeiro
Imagem: Google

Culpado...

Author: Fulvio Ribeiro /





Culpado, foi o veredicto que recebi do juiz (minha consciência).

Condenado a esse feliz sofrimento,

Com a liberdade de estar preso em ti

Cumprirei minha pena...


Tive como testemunha de defesa a “Paixão”,

Mas o juiz não deu credito as suas palavras,

Por ser ela pouco coerente,

Levando sempre as pessoas por caminhos não desejados...


Testemunhou para acusar-me, minha “lembrança”

Relatando ao juiz, as provas contra mim, nela contida.

E enquanto ela falava, virou-se para mim,

Fazendo questão de lembrar-me do seu sorriso...


Então a “Dor” que advogava minha causa gritou: “Protesto!”.

Porem batendo na mesa o martelo da “Saudade”, o juiz disse: “Negado!”.

(Pois minha “Consciência” tem facilidade em iludir-se com as conversas da minha “lembrança”).


Minha alma” que falaria a meu favor desistiu.

Olhou para o juiz e cabisbaixa retirou-se,

No fundo, tinha medo de também ser condenada.

Ela era minha principal testemunha...


Então essa sentença me foi dada

E cumpro-a nesse presídio sem grades,

Vigiado apenas pelo carcereiro

Chamado “Amor...”.



Por: Fulvio Ribeiro.

Imagem: Google

Parabéns Poesia...!!!

Author: Fulvio Ribeiro /




A Poesia bombeia os versos pelas artérias da vida,

Para que não morra,

O Amor e a beleza no Mundo...



Fulvio Ribeiro

Imaghem: Google


(14 de março dia da Poesia)

Revolta da Alma...

Author: Fulvio Ribeiro /





Minh’alma se rebelou,

Aliou-se ao meu coração

Que á tempos não é meu,

Juntos, querem me entregar ao Amor.


E agora? O que faço com essa alma,

Que dando ouvidos a um coração apaixonado,

Deseja andar pela estrada conhecida, que todos desconhecem.

Escute-me alma, esse coração é tolo.


Disse eu a minh’alma:

- Vem, volte ao meu domínio,

Olhe como esta o coração!

“Vive” destruído, por querer amar...


Ao que ela me disse:

- “NÃO! Te levaremos ao Amor

Ainda que chegue lá destruída igual o coração,

Quando chegar lá, saberei o que é estar ‘Viva’...”



Por: Fulvio Ribeiro

Imagem: Google


Não tenho medo...

Author: Fulvio Ribeiro /



Não tenho medo da vida,

Aprendi a vivê-la como ela é de fato

Isso deixa tudo mais leve

Descomplica, me faz relaxar um pouco


Não tenho medo do futuro,

Pois ele será daqui a um segundo

E esse segundo vivido, será ontem,

Ou talvez esse segundo nem chegue,

E então, o que é mesmo o futuro?


Não tenho medo de amar,

Só assim posso ser livre

Só assim posso ser preso

Só amando, posso “Ser”...


Não tenho medo da morte,

Para mim ela não existe,

Tenho medo é de não viver...

De prender-me a um futuro incerto,

E deixar de Amar...



Por: Fúlvio Ribeiro.

Imagem: Google

No Alto da Montanha....

Author: Fulvio Ribeiro /





Do alto dessa montanha

Vejo-te linda, porem distante

O vento me traz o teu cheiro

Mas não lhe entrega as minhas palavras...


Do alto dessa montanha

Tudo parece ser belo

O horizonte parece ter o teu nome

E o por do sol refletir o teu rosto...


No alto dessa montanha

Sinto-me livre,

Mas a saudade me prende,

Meu coração te chama...


No alto dessa montanha

Eu pareço tão alto, tão forte... Mas essa sensação é nada,

Se comparada aquela que me vem,

Quando beijo teus lábios...


Alguns dizem que é do alto das montanhas

Que olhamos as melhores paisagens

Sentimos as melhores sensações

E temos experiências inesquecíveis...


Eu digo que esses, infelizmente,

Não tiveram a oportunidade de amar...

Espere só um instante meu amor,

Já estou descendo...



Fulvio Ribeiro

Imagem: Google





Outro mundo...

Author: Fulvio Ribeiro /






Acordando de um passado que não me sorriu,

Vejo-me em um mundo de sonhos

Onde enfim posso respirar,

Minha vida parece viver...


Tudo é novo e belo aqui,

Mágoas e tristezas não existem.

Nesse mundo feito para mim,

Achei um espaço para você...


O que não foi, não importa

Nem tento imaginar o que será...

Nesse mundo de sonhos,

É possível, te amar...


Quando a beleza me abraça,

Nesse momento de magia contigo,

Aquele menino, bobo e sem graça...

É pego sorrindo...




Por: Fulvio Ribeiro

Imagem: Google

Ainda vive...

Author: Fulvio Ribeiro /




Deixou de viver nesse mundo

Aquela que mais me amou

Deixou de viver, mas “vive”

No amor que em mim plantou...


Você me mostrou a vida,

Me ensinou como viver

Agora na despedida

Sofro, mas não posso sofrer...


Não sofro por tua partida

Pois sei, vou te encontrar,

Se aqui tu não vivesses,

Eu não saberia, o que é amar...


Envolto nesse amor tão lindo

Não escrevo um adeus,

Pois um dia, eu sei, sorrindo

Ei de olhar nos olhos teus...




Por: Fulvio Ribeiro

Imagem: Fulvio Ribeiro (arquivo pessoal, proibida a reprodução da mesma)

Related Posts with Thumbnails