"Nem Sempre o que Pensamos é o que Vivemos... E na Maioria das Vezes o que Vivemos é o que Jamais Pensamos..."
Fulvio Ribeiro

Culpado...

Author: Fulvio Ribeiro /





Culpado, foi o veredicto que recebi do juiz (minha consciência).

Condenado a esse feliz sofrimento,

Com a liberdade de estar preso em ti

Cumprirei minha pena...


Tive como testemunha de defesa a “Paixão”,

Mas o juiz não deu credito as suas palavras,

Por ser ela pouco coerente,

Levando sempre as pessoas por caminhos não desejados...


Testemunhou para acusar-me, minha “lembrança”

Relatando ao juiz, as provas contra mim, nela contida.

E enquanto ela falava, virou-se para mim,

Fazendo questão de lembrar-me do seu sorriso...


Então a “Dor” que advogava minha causa gritou: “Protesto!”.

Porem batendo na mesa o martelo da “Saudade”, o juiz disse: “Negado!”.

(Pois minha “Consciência” tem facilidade em iludir-se com as conversas da minha “lembrança”).


Minha alma” que falaria a meu favor desistiu.

Olhou para o juiz e cabisbaixa retirou-se,

No fundo, tinha medo de também ser condenada.

Ela era minha principal testemunha...


Então essa sentença me foi dada

E cumpro-a nesse presídio sem grades,

Vigiado apenas pelo carcereiro

Chamado “Amor...”.



Por: Fulvio Ribeiro.

Imagem: Google

20 comentários:

Vanoska Buchholz da Costa disse...

Oi Fulvio,
Que lindo poema, de amor! Que criatividade
vinda do coração! Adorei,sempre adoro suas
palavras poéticas, parabéns!

Marly Bastos disse...

Flúvio,
Que doce prisão o amor é! Prisão da qual não queremos sair e se alguma condenação há na paixão, queremos a prisão perpétua.
Lindos versos!
Beijokas doces

rosa-branca disse...

Adorei o poema. Beijos com carinho.

Consciência, deixe-a falar
Ponha-a na rua, mendigo
Pois ser culpado de amar
É esse o maior castigo.

Régis Pereira disse...

estou lendo e relendo aqui...ficou de uma beleza que não encontro palavras para definir. parabéns!

MARIA CATHERINE RABELLO disse...

Oi!
Amar sempre!Parabéns!

Feliz Vida! Beijos!

Expedito Gonçalves Dias disse...

E o carcereiro às vezes é cruel...
Fúlvio, parabéns pelo texto.
Um grande abraço!

MARIA CATHERINE RABELLO disse...

Oi!
Sua linda poesia é abertura de minha coluna:Só Poesias do Jornal da Cidade Online.

Linda|Semana!Beijos!

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Caro amigo

Paradoxal é o amor,
ora nos condena a liberdade,
ora nos condena a solidão...


Que sempre haja amor,
para alimentar de sentidos
nossa vida.

vendedor de ilusão disse...

Olá, passei para lhe desejar um excelente final de semana!

JP Josué Rocha disse...

Voltei para saber das novidades, post interessante. Seu blog é um dos meus favoritos. Nova post lá no blog, passa lá. http://jpbigblog.blogspot.com.br/

Jane Di Lello disse...

Lindo Príncipe poeta, nem podes imagina o quando vir aqui me faz bem, sempre achamos que ler entre as entrelinhas é o + importante, + acho que as linhas suas já dizem tudo.
Parabéns + uma vez! Linda Poesia, linda musica, em fim estar aqui é realmente tudo de bom.
BeiJaness neste coração de luz.
Jane Di Lello.

Juliana Lira disse...

Muito lindo!

Mas nem é surpresa. Vc anda superlativo. Superlativando os pormenores e se elevando a um nível incrível.
Parabéns verdinho.


Milhoes de beijos

Mayara Cruz disse...

Boa tarde!

Simplesmente lindo o seu txto, ameeii!

beijoo :)

Marisa Mattos disse...

Ausente durante muito tempo.Passando prá colocar em dia minhas pendencias...

ulisses sebrian disse...

Ola! Tudo Bem! Me nome é Ulisses Sebrian.
E gostaria de sua amizade. Afinal gostamos de literatura
Sou autor de 9 romances disponíveis em meus blogs.
Estão na barra lateral direita com suas capas. Se desejar
Ler basta clicar nas imagens.
Ah!Também tenho 4 blogs e gostaria que e o visitasse.
E se posible entrar como seguidor. Obrigado
Os meus blogs são:
http://truquedevida.blogspot.com.br/
http://olhosdnoite.blogspot.com.br/
http://melquisarcarde.blogspot.com.br/
http://concientein.blogspot.com.br/

Zélia Cunha disse...

Boa noite, amigo
Saindo do casulo para vida. Parabéns pelo lindo texto.
Obrigada pelas palavras de carinho.
Beijos

Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Que belo e rico poema,com a escolha das palavras você registrou uma belíssima postagem.Poema maravilhoso.Parabéns ! Um grande abraço!

Marisete Zanon disse...

Muito bom seu trabalhoo! Fiquei feliz de encontrá-lo por aqui.
Um carinhoso abraço.

Josiléa Pinheiro disse...

MARAVILHOSO!!! Texto impecável, blog lindo!

Abraço!

Patrícia Pinna disse...

Maravilhosa toda a participação dos elementos no tibunal.
Adorei a colocação inteligente de cada um.
O amor prende a nossa alma ao mesmo tempo que a liberta.
Ele é intenso e não tem como negar a sua existência quando ocorre!
Lembrando o dito:
"contra fatos não há argumentos"
Parabéns!
Beijos na alma, e fique na paz!

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails