"Nem Sempre o que Pensamos é o que Vivemos... E na Maioria das Vezes o que Vivemos é o que Jamais Pensamos..."
Fulvio Ribeiro

Estou só...

Author: Fulvio Ribeiro /



Noite fria, saudade me invade

Desejos me rondam...

Solidão me abraça.




Poetrix by Fulvio Ribeiro

Imagem: Google

22 comentários:

Mari Amorim disse...

Fulvio!
A D O R E I!!!
ficou show teu poetrix
bjs
Mari

Jr Vilanova disse...

Mas ela há de ser passageira, amigo, há de ser... além do mais, aqui na blogosfera, impossível estar completamente só!

Um abraço.
Jr.

Andressa P. Cruz disse...

Seguindo também xD
beijo
=*

Mah Silva disse...

Lindo e triste, mas é isso: é passageiro,como tudo na vida, dói e machuca, mas passa,e a luz retorna mais brilhante!

beijos!

Ira Buscacio disse...

Flúvio, Somos seres solitários, as vzs bem acompanhados, outras não.
Adorei!
Bj

Sandra Botelho disse...

Um ombro, um aconchego e um cafuné...Os amigos estão sempre prontos a doar.
Bjos achocolatados

Insana disse...

Noites de saudades sempre sao frias.
Bjs

Insana

ஐ¸.Lady .¸ஐ disse...

Belo e triste...
Noites frias precisam ser aquecidas com doses diárias de carinho de pessoas queridas.
Tenha um ótimo fim de semana.
Com carinho,Lady.

Agata Cavalcanti disse...

Sua frase tem tudo a ver com a realidade!!
Simplesmente adoreei!!
=D

MEUS POEMAS disse...

Oi Fulvio, obrigada por sua visita em meu blog, adorei o seu e sua poesia!
Bjs pra vc!
Gena

A. Pamela Brigatto disse...

Oi Fluvio,

Obrigada pela visita em meu blog!
Belo Poema :)

Bom Fim de semana!
Beijinho

Maria disse...

Amigo, por vezes a solidão toca o nosso coração, o importante é acreditar que logo vai embora. Lindo poema, vindo da alma!
bjs do tamanho do infinito
Maria

ONG ALERTA disse...

Estar só é aprender a viver, paz.
Beijo Lisette

Zezinha Sousa disse...

Olá,Fulvio, seus poemas são lindos,
versos apaixonados e paixonantes, mesmo quando fala da solidão que grita o desejo de "estar junto". Voltarei, gostei do que vi por aqui.
Obrigada pela visita, espero que volte, será sempre bem vindo.
Beijos!!
Zezinha

claudete disse...

Incrivel...Andei matutando comigo mesma exatamente sobre este "estar só" e "ser só"... Quando estamos sós há inúmeras possibilidades a se abrirem para nós e amenizarmos momentos solitários...Enquanto sermos sós por opção ou por circunstâncias fecha o leque e nos enclausuramos na redoma.
Abraços .

MEUS POEMAS disse...

Oiê, adorei seu estilo e tudo que li!
Bjs pra vc
Gena

PULCRO disse...

Não se entregue a solidão.
Grande abraço.

Vivian disse...

...transforme sua solidão em solitude,
e verá que estar só é estar pleno.

bj

euemmim disse...

Oi...

Gostei muito....

Já me senti tantas vezes assim como vc escreveu.....

bjo!

Zil

CARLINHA disse...

Quando estamos só as noites sempre são frias,a solidão parece que nos invade e nesse momento desejos são inevitáveis,mas como sempre tudo passa e mesmo uma noite fria de solidão acaba passando e com ela os desejos também acabam indo embora....adorei lindo como sempre tudo que vc escreve, que Deus continue te abençoando com esses textos lindos Bjs fica com Deus ....

Gilvânia Rodrigues Machado disse...

Belo poetrix! Parabéns!

Gilvânia Rodrigues Machado disse...

Olá Fúlvio aguarde notícias breve sobre a antologia. Abraços na alma!

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails