"Nem Sempre o que Pensamos é o que Vivemos... E na Maioria das Vezes o que Vivemos é o que Jamais Pensamos..."
Fulvio Ribeiro

Noites de insónia

Author: Fulvio Ribeiro /






São tristes as noites de insónia,

Pois me levam directo ao seu encontro,

E tornam-se quase infinitas.


Em noites assim,

Lembro-me com detalhes,

“Você em mim”...


Lembro do teu olhar conversando comigo

Denunciando o que se passava em ti

'Pra que' palavras...?


E passeando de mãos-dadas com a lembrança,

Encontro-me com a saudade,

E outra noite se vai, enquanto você não vem...


Por: Fulvio Ribeiro

Imagem: Google

16 comentários:

Talita disse...

Olá por alguns motivos estarei deletando meu atual blog, mais já estou construindo outro espaço para postar idéias, pensamentos e imagens.
Gostaria de ter sua presença neste blog tambem:

http://tatapalavrasaovento.blogspot.com/

Beijos com carinho!!

Hod disse...

Olá Fulvio,

Parece que as vezes a insonia agenda dia e hora mas sempre na madrugada...

Forte abraço amigo,

euemmim disse...

Oi Poeta...

Que lindo poema...carregado de esperança e saudade...coisas do coração.

PRA VC:"Há outros dias que não têm chegado ainda,que estão fazendo-se,que de repente chegam à nossa porta para premiar-nos......"
(Pablo Neruda)

Abraços!

Zil

stephanie rabelo disse...

oi,fulvio. Juro que senti como se fosse um desabafo meu. A saudade dói,atormenta e parece que se agrava quando a solidão chama. Não sei se ajuda, mas uma dica é ocupar a cabeça lendo, vendo filme, abrindo sua cabeça e coração pra outras oportunidades. A vida é efêmera e curta. Não dê espaço nem tempo ao sofrimento. É dificil, mas você consegue. Eu sei bem sua sensação, passo pela mesma atualmente. Confesso que dói mais que um murro, mas passa.. (: Beijo

Mari Amorim disse...

Olá Fulvio,
belo poema!
ainda bem que é só um poema.
a insônia,nem sempre é ruim.
bjs!

Insana disse...

Nao dormir é nao sonhar é ter menos a viver.

bjs
Insana

CARLINHA disse...

Olá querido lindo texto linda a musica também ...mas uma vez Parabéns adorei viu gostei muito....

É noites de insônia são tristes mesmo,ainda mas se estamos sozinho as horas parecem que não passam,parece que é um longo caminho a percorrer e nesse caminho encontramos com a saudade com lembranças que podem nos levar a alguém, alguém que por algum motivo marcou em algum momento algo em nossa vida e ai talvez essas noites de insônia não pareça ser tão tristes assim....Beijos no seu coração fica com Deus....

OutrosEncantos disse...

Belissimo poema, Fulvio!
Muito bem escolhido o tema musical!

E há noites assim..., sempre que a insónia espreita...
Beijinho.

ღPat.ღ disse...

Que blog mais lindo!!!!

O encanto de tuas palavras mesmo na insônia reflectem o som da tua alma.

Obrigada por seguir.
Beijo.

Pétala_Rosadinha disse...

Sua página é linda.
Seus poemas são lindos.
A música é linda.

Voltarei outras vezes para de novo ser redundante...

Boa noite,
bom fim de semana.

Priscilla disse...

Olá Fúlvio, tudo bem?

Quer saber, faço das suas palavras as minhas... Difícil dormir quando já se sonha sem dormir. E o pior, também se tem pesadelos...

Belo poema.

Beijo.

OutrosEncantos disse...

Venho te deixar um beijito Fulvio e também te dizer que tem selinho aqui:

http://meusamigosseusmimosmeusencantos.blogspot.com

Você quer ir buscar?! :))

OutrosEncantos disse...

É claro que pode trazer o selinho sem castigo, também eu detesto essas regras mas nem sempre consigo fugir delas... rsss!
Se te apetecer, trás também o outro, que é do meu outro blog "Tarde se Música", é uma flor para ti!

http//seda7selvagem.blogspot.com

Ficava contente se visitasses.
Beijo.

Mary.

Irene Moreira disse...

Sublime poema!
Lembranças de um amor, saudades que ficam.
É para refletir, repensar numa vida.

Beijos

Rô Leadebal disse...

Parece que acertou em cheio nos corações...mas a insônia é também o momento onde a criatividade vai flutuando, as idéias surgindo, e perdemos o controle do nosso pensamento, que segue independente de onde queremos que ele siga.

Anônimo disse...

Caro escritor...


Sua vida e tão triste assim que você vive de lembranças???

Por que ao mesmo tempo que você mostra "beleza" em seus poemas ele vem cheio de tristeza e lamentação?

Beleza pela forma como você usa as palavras.

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails