"Nem Sempre o que Pensamos é o que Vivemos... E na Maioria das Vezes o que Vivemos é o que Jamais Pensamos..."
Fulvio Ribeiro

Ainda vive...

Author: Fulvio Ribeiro /




Deixou de viver nesse mundo

Aquela que mais me amou

Deixou de viver, mas “vive”

No amor que em mim plantou...


Você me mostrou a vida,

Me ensinou como viver

Agora na despedida

Sofro, mas não posso sofrer...


Não sofro por tua partida

Pois sei, vou te encontrar,

Se aqui tu não vivesses,

Eu não saberia, o que é amar...


Envolto nesse amor tão lindo

Não escrevo um adeus,

Pois um dia, eu sei, sorrindo

Ei de olhar nos olhos teus...




Por: Fulvio Ribeiro

Imagem: Fulvio Ribeiro (arquivo pessoal, proibida a reprodução da mesma)

21 comentários:

juninho disse...

homenagem linda!
sabemos que os anjos receberam um presente muito especial com a chegada da vovó Teresinha,pois ela é muito especial e merece essa homenagem q foi perfeita!
PARABÉNS.....

Vera Mosmann disse...

Olá!
Que carinhoso! Continua o que ela te ensinou.
Abraço.

Silene Neves disse...

Fúlvio Querido...

Sem nada pra dizer... pois vc já disse tudo, e de maneira muito bela!

Que a paz esteja em todos os corações... daqueles que vão e daqueles que ficam. Mesmo porque somos inseparáveis de quem amamos.

Beijos e fique bem...

Com carinho

Sil

Érica disse...

Amor de Pai, Amor de mãe, Amor de Vó, amor de Vô, amor de irmão, amor esposa, amor de filho simplesmente amor, a essa pessoas devemos honrar com nossas homenagens porque se delas um dia ouvimos eu te amo é verdadeiro.
Porque esse amor conhece principalmente os nossos defeitos é se eles dizem eu te amo:
Parabéns você é a pessoa mais feliz deste mundo.....
E com certeza a essa vó que reuniu nela todos esses amores,não só em palavras mas em uma nobre atitude "doação" só posso dizer:
Por favor aplausos a essa mulher guerreira que soube amar.....

Adriana Antunes Polak disse...

Meu abraço cheio de emoção e aplausos para sentimentos sempre vivos... Esse amor é para sempre.

Mari Amorim disse...

Fulvio,
perdas são dolorosas,mas quando somos incondicionamente amados,esse sentimento torna-se eterno,e com certeza ela foi a que você mais amou...Lindo o teu poema!lindo teu gesto!
beijão!
Mari

JAIRCLOPES disse...

Fazia tempo que eu comparecia ao teu blogue, mas foi com grande alegria que constatei o quanto tuas reflexões merecem ser lidas. Aos lê-las me dei conta que ainda existe inteligência na bloguesfera, Parabéns, JAIR.

cinha disse...

Só um amor muito grande pra conseguir transformar em palavras o que o coração sente. Lindo poema! Um bj carinhoso.

aikatherine disse...

Un hermoso recuerdo de un poema. días felices, momentos de la vida de la perla de la cinta

lenilsen nascimento disse...

Oi amigo!!
Passeando pelos blogs dos amigos, cheguei aqui, encontrei esta pérola e parei para apreciar! Querido, só quem aprendeu a amar reconhece um amor de verdade,sua homenagem é lindíssima!
Também já me despedi de pessoas muito especiais para mim, elas marcaram minha vida de modo tão singular, que tornaram-se imortais.
Imortais em meu coração em minhas lembranças.
Amores assim são eternos.
Beijo grande ♥

Vanoska Buchholz da Costa disse...

Oi Fúlvio,
Também escrevi sobre perder
alguém "casa vazia".
Que te sintas tu amparado
pelas boas lembranças e na
esperança de um dia se reencontrarem.
Fica com Deus!!!!

Anônimo disse...

Lindo.




ps:cheguei de repente...e agora,conhecndo o blog!

Andreia
@_audray-

Trini disse...

Seguro que siempre prevalecera en ti,lo vivido,eso nunca se olvida.
Bonita poesia.
Un abrazo.

Edu Lazaro disse...

perdas e ganhos, no final, garantias de perdas ganhas nisto, decidido. Abraços!

Jane Di Lello disse...

Amado Príncipe Fulvio, são nestas demonstrações de carinho que deveríamos todos nós seres humanos nos espelhar.
Parabéns amado amigo, amei ler seu carinho por este ser humano belo e que soube tão bem ajudá-lo em sua formação.
Cada dia entendo + Você, e o porquê de tanto carinho e de tão sábias palavras, pois só quem recebe amor pode transferir amor.
O amor e a generosidade são dádivas. Feliz quem pode dar. Feliz quem foi destinado pra receber.
BeiJanesss neste admirável coração.
Jane Di Lello.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Caro amigo

Quem parte
continua a viver
em nós,
de uma forma diferente,
nas lembranças...
histórias...
perfumes...
vida...

Fica em paz...

Orvalho do Céu disse...

Olá,
Deus continua cuidando de vc...
Tenha um dia abençoado e feliz apesar da saudade...
Abraços fraternos de paz

Dan disse...

Olá Fulvio
Bela são tuas poesias!
Lhe seguindo. Me visite, ficarei feliz.

Grande abraço meu caro. Dan.

Mari Amorim disse...

Querido amigo,
passando pra deixar me abraço,e agradeço tanta amizade,em minhas convicções,amigo realmente é coisa pra se guardar,no coração e na memoria.
bjo
Mari

Nice Veloso disse...

Linda poesia! Se a maioria das pessoas valorizasse o amor de mãe, o mundo estaria bem melhor. Grande poeta! De alma, nobre e sensível. Admiro-te sem ao menos conhecê-lo pessoalmente. Também fiz uma música em homenagem a minha mãe... “Canto de um colibri.” Quando tiver um tempinho, passe La no blog e ouça ok? Obrigada por seguir Nice Veloso Minhas Canções. Grande abraço!

LUCIENE RROQUES disse...

Lindo isso!
Dias iluminados a você sempre!
Um grande abraço!

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails